The Jaguar 02

  • Jaguar
  • Carro
  • Corrida
  • Anos
  • Assim
  • Mundo
  • Carros
  • Pilotos
  • Equipe
  • Pista
Neste número, apresentamos um novo membro da família Jaguar, com o lançamento do E-PACE. Romain Grosjean, piloto de F1, revela a sua paixão pela Jaguar, e a equipe Panasonic Jaguar Racing apresenta um insight dos seus preparativos. Além disso, fomos conhecer a corrida de drones e passamos um dia excepcional com o XF Sportbrake.

UM DIA COM MUITA

UM DIA COM MUITA AVENTURA Voltando às ruas do centro de Munique, as encostas brancas do Zugspitze parecem outro mundo. Logo abaixo, Eisbachwelle, a onda urbana mundialmente famosa. “Isso é o que se faz por aqui”, explicou Daniel, limpando os óculos e avaliando o vale abaixo. “Quando você mora em um lugar em que a distância entre a cidade e a natureza oferece todas essas oportunidades, muita gente acaba se interessando por esportes. Eu não sei o que faria se não estivesse em cima de uma prancha.” Basti e Daniel mostram elegância e confiança, parecendo conhecer cada curva e saliência do terreno e conversando despreocupadamente enquanto esquiam. De repente, eles param. Somos orientados a nos afastar e eles sobem uma pequena elevação. O ruído inconfundível da prancha de snowboard cortando a neve quebra o silêncio. Segundos depois, Daniel chega a um ponto sem volta e, com um ruído alto e grave, ele decola. No alto, ele dá um giro elegante de 360 graus, tendo como plano de fundo o céu azul. O pequeno milagre que testemunhamos ocorreu em alguns instantes, mas isso nos pareceu um século. Sem mais ninguém por perto, o conjunto formado pela paisagem alpina, neve, céu azul matinal e a aterrissagem perfeita do Daniel representou a essência do snowboard: um momento de liberdade tão pura que nos faz invejar o atleta que, com um tom meio abusado, pergunta: “E aí, gostaram?!” Passamos o restante da manhã seguindo a dupla, que vencia todos os obstáculos naturais que encontravam. Ficamos sabendo que Basti fraturou a coluna não só uma, mas duas vezes, em um período de quatro anos. Porém, mesmo assim, conseguiu voltar à prancha. Antes de um salto de quatro metros, ele comentou, como se não fosse nada demais: “faz parte do jogo”. Daniel, estimulado pela paisagem abaixo, que, para ele, é um parque de diversões sem fim, lança a prancha várias vezes pela neve, buscando a imagem perfeita para o nosso fotógrafo. A energia dos dois é incrível, mas ainda estamos na metade do dia; depois de um almoço rápido, observando as sombras nas montanhas, chega a hora de voltar ao movimentado centro de Munique. Precisamos nos apressar para poder pegar a onda urbana. Há décadas, surfistas do mundo todo procuram a capital bávara atraídos pelo Eisbachwelle. Anteriormente, a onda situada no centro de Munique funcionava apenas durante algumas semanas do ano, quando as condições do leito do rio eram adequadas. Isso mudou na década de 1980, quando Walter Strasser, uma lenda do surfe local, decidiu resolver o problema. Por iniciativa própria, uma noite ele levou ferramentas elétricas e luzes alimentadas por gerador para a beira do rio e instalou um trilho pesado de trem no leito do rio. O trilho quebrou perfeitamente a onda, que, atualmente, mantém uma altura em torno de 1,5 metro o ano todo. Em qualquer dia do ano que você for a Munique, verá que a cidade se tornou um local importante para o surfe. Dezenas de surfistas fazem fila todos os dias na margem do rio, com suas roupas de borracha e shortboards personalizados, ideais para esse tipo de onda, e vários turistas e espectadores formam a torcida. “Fica lotado, principalmente no verão”, relatou Daniel, saindo da água depois de pegar a primeira onda. “Mas aqui as pessoas surfam o ano inteiro. Eu acordava às cinco horas da manhã no inverno para aproveitar sozinho esse lugar. É assim que se aprende; é claro que fazemos isso por diversão, mas é preciso ficar obcecado pela ideia de se aprimorar. Não é uma tarefa fácil.” Atrás de nós, Basti já fez as primeiras manobras na onda, 64 THE JAGUAR

“EU VINHA AQUI ÀS CINCO HORAS DA MANHÃ NO INVERNO PARA APROVEITAR SOZINHO ESSE LUGAR.” FOTOGRAFIA: RASMUS KAESSMANN, MATTHEW MICAH WRIGHT/GETTY IMAGES pisando firme e controlando os movimentos da prancha. Assim que ele escorrega e é carregado pela forte corrente, o próximo surfista da fila entra. O espetáculo impressiona e, conforme as horas passam e a tarde dá lugar ao início da noite, a dupla continua se revezando em uma série que parece não ter fim, de breves batalhas com a onda perpétua. O céu já não está azul, e a serenidade do Zugspitze foi substituída pelo barulho ensurdecedor do agitado rio urbano e dos carros que passam acima dele. É como se tivéssemos viajado entre realidades paralelas, ligadas somente pela dedicação dos dois atletas para nos mostrar o melhor dos dois mundos. “É assim que é”, explica Basti, e os dois atletas finalmente dão o dia por encerrado, com a água correndo pelas roupas de borracha e a pele ainda marcada pelo sol matinal na montanha. “Quem mora aqui pode se dar ao luxo de escolher. Temos de tudo: montanha ou rio, verão ou inverno. Não aproveitar isso seria uma idiotice.” Conforme o dia termina, o movimento na onda vai diminuindo, e somente uns poucos surfistas dedicados ainda entram na água, tentando a última grande manobra antes de encerrar o expediente. E quanto a Daniel e Basti? Eles encerraram as atividades do dia – um grande dia. No entanto, para eles foi um dia como outro qualquer, e está longe de ser o fim. Amanhã, eles subirão nas pranchas novamente. E no dia seguinte também. NEVE PARA SURFAR NO MUNDO TODO em Andaluzia, na Espanha, fica a duas horas de carro do Mar Mediterrâneo e das ondas da Costa do Sol. El Palo, uma aldeia sonolenta A montanha Big Bear e o à beira-mar que faz sucesso lago Big Bear próximo a ela, entre os surfistas, fica nos na CALIFÓRNIA (acima), arredores da charmosa oferecem condições excelentes para passar o dia cidade de Málaga. inteiro em cima da prancha. Para muita gente, o snow- Com menos de duas horas board nos ANDES de distância entre o lago e a CHILENOS faz parte da lista montanha, é fácil aproveitar de coisas a fazer antes de a neve pela manhã e ainda morrer. Entretanto, por que pegar onda à tarde. parar por aí? Começando o dia em Santiago do Chile, A SERRA NEVADA, um você terá muito tempo para dos pontos de esqui mais ir a Valparaíso, na costa do procurados do sul da Europa Pacífico, no mesmo dia. THE JAGUAR 65

 

JAGUAR

JAGUAR MAGAZINE

 

A REVISTA JAGUAR celebra a criatividade em todas as suas formas, com características que inspiram emoção sensorial, do design sedutor até a tecnologia de ponta.

A edição mais recente apresenta algumas pessoas inspiradoras: de Luke Jennings, criador de Villanelle, uma das personagens mais interessantes dos últimos tempos, a Marcus Du Sautoy, que fala se a inteligência artificial está à beira de se tornar criativa. Na estrada, visitamos os EUA para explorar o paraíso gastronômico de Portland em um Jaguar I-PACE, levamos um Jaguar XE ao sul da França para uma visão de fotógrafo da charmosa cidade de Arles, e muito mais.

Na cidade somos todos pedestres.

© JAGUAR LAND ROVER LIMITED 2020

Registered Office: Abbey Road, Whitley, Coventry CV3 4LF
Registered in England No: 1672070
Os números referentes ao consumo de combustível são resultado de testes oficiais do fabricante em acordo com as leis da UE, possuindo função puramente comparativa. O consumo efetivo de um veículo pode diferir dos alcançados em tais testes.