THE JAGUAR 05

  • Jaguar
  • Carro
  • Corridas
  • Carros
  • Corrida
  • Mundo
  • Anos
  • Motor
  • Velocidade
  • Desempenho
Descubra um lado diferente de Eva Green | Será possível que seu próximo taxi seja um Jaguar I-PACE autônomo? | O que é preciso para quebrar um recorde em uma volta no lendário circuito Nürburgring Nordschleife | Nossos “petrolheads” competindo na nova série de corridas 100% elétricas da Jaguar | Conheça os detalhes das mais recentes edições especiais dos modelos XE e XF: o 300 SPORT

RECORDISTAS Sucesso!

RECORDISTAS Sucesso! Peter leva o V20E a 142,6 km/h, estabelecendo um novo recorde mundial de velocidade de embarcação elétrica. O SOL FICA A PINO E DEPOIS COMEÇA A DESCER. E ENTÃO: TRIUNFO. “Substituir o motor e o tanque de combustível por uma bateria, inversores, motor elétrico e sensores – calibrando e ajustando cada configuração –, foi um processo meticuloso. Precisávamos equilibrar o peso, manter a aerodinâmica e garantir que tudo estivesse seguro e em conformidade com os regulamentos e que a integridade da embarcação estivesse intacta. Nada disso era uma ciência exata; grande parte não havia sido tentada antes.” Outra questão era encontrar trechos de água com comprimento apropriado para operar a lancha o suficiente para confirmar que os sistemas de refrigeração seriam capazes de lidar com o grande calor que precisaria ser dissipado. Houve pane em componentes e foi necessário aprender lições. No entanto, à medida que a curva de aprendizado se acelerava, os dados de desempenho melhoravam bastante e as equipes ficavam mais confiantes em sua capacidade de bater o recorde. Enquanto isso, outro desafio estava sendo superado gradualmente: o Distrito dos Lagos tem regulamentos rigorosos que limitam a velocidade dos barcos a 16 km/h, e o processamento da enorme papelada necessária para obter uma autorização especial para tentar um recorde de velocidade leva meses. A logística também não era nada trivial; uma façanha como esta requer cronometristas, equipes de segurança e outros tipos de colaboradores. Mas, finalmente, obtidas as permissões necessárias, o palco estava pronto. A previsão do tempo era boa, e todos os envolvidos estavam ávidos por seguir em frente. Eis que baixa o nevoeiro. Porém, no fim, de forma abrupta, como uma cortina em uma peça de teatro, ele se dissipa, revelando magicamente as águas paradas de Coniston, cercadas por colinas. Peter desce para a cabine e a V20E é trazida lentamente para perto do píer. Quase em silêncio, à exceção do esguicho da água sendo cortada, a embarcação com aspecto de dardo acelera para longe – a princípio lenta, mas logo ganhando velocidade, o ruído do eixo propulsor ressoando sobre o lago –, até se tornar apenas um leque branco que desaparece na distância. Eu tenho a chance de tomar um cappuccino, mas, na água, Peter segue à base de adrenalina. Tudo se dá com precisão e habilidade. Dados avaliados; conversas por rádio com equipes de segurança e de tecnologia; tempo de ida e volta; retorno feito dentro do tempo estipulado; velocidade média de percurso calculada. Como recordista e piloto experiente, Peter está mentalmente concentrado, dividindo tudo em ações pequenas e simples. A linha entre o sucesso e o fracasso é tênue. Assim, ele permanece concentrado na cabine, mesmo quando os notebooks são conectados e as peças são verificadas, ajustadas, reguladas ou substituídas entre os percursos. Ele só tem a oportunidade de esticar as pernas quando a lancha é retirada da água para a bateria ser recarregada. O sol fica a pino e depois começa a descer. E então: triunfo. À tarde, um percurso de ida e volta é feito a uma média de 136,5 km/h, batendo o recorde. Três percursos depois, Peter e a equipe levam o V20E a 142,6 km/h, o que, quando as sessões permitidas terminam, passa a ser o novo recorde mundial*. “Minha primeira reação? Alívio!”, ri Peter. “Alívio de que o tempo e o empenho de todos durante 15 meses valeram a pena. E depois, empolgação com o futuro. Eu posso lhe dizer: esse recorde não vai durar muito. Já temos grandes planos.” *Recorde mantido até o momento da impressão 68 THE JAGUAR

e:///Users/sebastians/Downloads/Exp_IceAcademy_AmyShore_Vehicles_F-Type_0496.JPG file:///Users/sebastians/Downloads/ p_IceAcademy_AmyShore_Vehicles_F-Type_0496.JPG ICE ACADEMY SUÉCIA A Ice Academy da Jaguar oferece a você a chance de dirigir nossos novos veículos em uma série de pistas especialmente projetadas. Experimente a performance excepcional dos modelos F-TYPE e F-PACE e leve o I-PACE 100% elétrico ao máximo. Para mais informações ou para reservar seu lugar nesta experiência exclusiva, acesse jaguar.com/experiencesweden

 

JAGUAR

JAGUAR MAGAZINE

 

A REVISTA JAGUAR celebra a criatividade em todas as suas formas, com características que inspiram emoção sensorial, do design sedutor até a tecnologia de ponta.

A edição mais recente apresenta algumas pessoas inspiradoras: de Luke Jennings, criador de Villanelle, uma das personagens mais interessantes dos últimos tempos, a Marcus Du Sautoy, que fala se a inteligência artificial está à beira de se tornar criativa. Na estrada, visitamos os EUA para explorar o paraíso gastronômico de Portland em um Jaguar I-PACE, levamos um Jaguar XE ao sul da França para uma visão de fotógrafo da charmosa cidade de Arles, e muito mais.

Na cidade somos todos pedestres.

© JAGUAR LAND ROVER LIMITED 2020

Registered Office: Abbey Road, Whitley, Coventry CV3 4LF
Registered in England No: 1672070
Os números referentes ao consumo de combustível são resultado de testes oficiais do fabricante em acordo com as leis da UE, possuindo função puramente comparativa. O consumo efetivo de um veículo pode diferir dos alcançados em tais testes.